Formação Completa em Liberação Miofascial Instrumental

Formação Completa em Liberação Miofascial Instrumental

O curso aborda:

Ventosaterapia: é ensinado a abordagem das variações desta técnica através de equipamento próprio que usa uma pistola e um copo de acrílico com válvula de controle de ar. O aluno aprenderá a executar a liberação miofascial por 2 principais mecanismos:  por sucção e deslizamento. Excelente indicação para liberação de aderência cicatricial, aderência miofascial superficial, pontos de tensão, ponto gatilho através do principio de sucção associado ou não com deslizamento.

Crochetagem: recurso que utiliza ganchos especiais permitindo um acoplamento apropriado nas estruturas anatômicas (músculos e/ou tendões). Recurso que age por liberação transversal entre fibras musculares, com ótima indicação para  miogelose, aderência fascial e miotendínea, raspagem para fascias como: a plantar, capsulite de ombro, retináculos.

Raspadores: desenvolvidos a partir do Gua-sha (China), com variações em outros países conhecida como IASTM. Técnica de alto poder de aumento vascular periférico, melhora do deslizamento miofascial superficial e em alguns locais também mais profundos.

Será abordado o princípio fisiológico de cada técnica, com 80% do curso na prática de todas as técnicas.